Monovin A: saiba o que é e como funciona

 

Produto para cabelo é o que não falta, certo? Mas a grande variedade de marcas, princípios ativos e preços não é motivo para deixar de experimentar misturinhas e formulações diferentes. O Monovin A é uma delas. E hoje você vai entender melhor como essa substância age.

monovin-como-funciona

Cada cabelo tem necessidades específicas, e às vezes várias ao mesmo tempo. Quem nunca precisou hidratar e fortalecer, estimular o crescimento e controlar a oleosidade, por exemplo, que atire a primeira ampola de vitamina (vazia, é claro)…

Em busca de melhores resultados, muitas meninas de todas as idades estão experimentando um produto que, originalmente, não é para humanos. Isso mesmo! Na verdade, o Monovin A é faz parte da lista de medicamentos de uso veterinário.

O produto é aplicado na crina de cavalos, para que ela cresça mais bonita e sedosa, melhorando a qualidade dos fios – e em menor tempo.

Essa é a intenção da mulherada que anda aplicando o Monovin A nas madeixas. Sendo que, na veterinária, ele é injetável, mas no caso da cabeleira feminina, o uso é tópico, ou seja, externo.

Mas tudo indica que não há motivo para preocupações quanto ao uso humano de um produto que é feito para eles, os animais irracionais. Pelo menos não do jeito que o Monovin A é utilizado…

Pesquisando na internet sobre o tema, encontrei relatos de dermatologistas afirmando que o produto nada mais é que vitamina A praticamente pura. Isto é, uma fórmula que nada tem de bizarro ou extraordinário.

Se, por um lado, não há grandes novidades a respeito da utilização do Monovin A em gente como a gente, tipo eu você, a amiga, a vizinha etc., por outro, a pergunta é: será que ele realmente funciona?

Monovin A é realmente eficaz?

A resposta mais encontrada é siiimmmmmm, ele pode ajudar no crescimento do cabelo, na manutenção da qualidade dele. Mas remédios assim como o Monovin A, de uso externo, podem não ser a opção mais eficiente neste sentido.

É que a vitamina A auxilia até certo ponto quando aplicada de maneira tópica. O ideal mesmo é tratar o problema capilar de dentro para fora. O que faz todo o sentido no caso o uso veterinário do Monovin A, que é injetado. Mas nem pense em fazer isso, ok?

O fato é que, para nós que andamos sobre duas “patas”, o recomendado é ingerir a vitamina A. Ou seja, consumir uma vitamina via oral feita para nós. Mas não antes de entender as causas que estão por trás da queda ou enfraquecimento dos fios.

A raiz do problema por ser o hipotireoidismo, uma anemia etc. E se não for descoberto o motivo, tomar vitamina A não resolverá a situação.

A vitamina A, para cavalo ou não, também não interfere no jeito original dos cabelos, na condição natural de cada um. Se você tem algo que incomoda neles, a dica é: procure um profissional da área para buscar um tratamento que reduza o desconforto.

Sobre os riscos no uso do Monovin A

Como o uso do Monovin A em humanos é externo, em princípio, ele não apresenta riscos para a nossa saúde. O que pode ocorrer em certos casos é exagero no consumo da vitamina A por via oral.

Muitas vezes, a ingestão excessiva acontece justamente pela falta de informação sobre o que falei nos parágrafos anteriores ou, simplesmente, porque a mulher deseja um cabelão capa de revista a todo custo, sem avaliar questões de saúde geral.

Lembrando: vitamina A ou qualquer outra em quantidade exagerada pode trazer danos ao organismo. Então, tratamento, dermatológico ou não, deve ser acompanhado por um profissional.

E no caso específico do Monovin A ou algo parecido, pode ser que você esteja gastando tempo e dinheiro além do que deveria…

Cuide-se, e até a próxima!

Posts Relacionados:

Leave a Reply